terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Wu Xia / Swordsmen (Filme chinês - 2011)

Assisti este filme recentemente. Foi indicado por minha querida amiga, Chan \(^-^)/ - ela é Super fã do Jackie Chan. 

Tanto ela quanto eu gostamos da cultura oriental. Especialmente, a chinesa e também a japonesa.

Os atores principais do filme são Donnie Yen (chinês) e Takeshi Kaneshiro (japonês).

A história: Um simples camponês defende a sua pobre vila ao matar dois ladrões que tentavam saquear o lugar aonde trabalhava. O que muitos não sabiam é que os dois ladrões dominavam muito bem as artes marciais. O investigador do caso, intrigado, desconfia que o herói da vila possa não ser um mero trabalhador do campo.




Minha impressão do Filme: Só o fato de estar no idioma chinês, já animou-me de assistir. 

Eu gostei de Wu Xia, porque não é mera "pancadaria". As cenas de luta são muito boas, buscando mostrar as ações de inteligentes e refinados lutadores de kung fu.
Swordsmen (2011) 武俠 Wu xia
Filmes de violência e de horror eu procuro evitar. Mas nesse filme, a abordagem da violência foi realizada de uma maneira que posso assistir sem problemas. O personagem principal mostra que é muito capaz de sair bem em situações de combate.  A sua luta é moderada. Com golpes sutis e rápidos, em manobras praticamente cirúrgicas, defende-se e ataca.
Swordsmen (2011) 武俠 Wu xia online legendado
Geralmente, filmes de arte marcial não me atraem muito. Embora goste de muitos filmes de ação. Para filmes de luta me agradarem, precisam ser como Matrix e Kill Bill onde as cenas de luta surgem em coerência com a trama. 

Nos filmes de luta, a impressão que me causa, muitas vezes, é que a história e os momentos de luta não se combinam bem. A história seria secundária e o mais importante seriam os combates - ou mesmo as "pancadarias". Isso não costuma prender a minha atenção.

Em Wu Xia, o desenrolar do suspense não foi inovador, para mim. Porém o final surpreendeu-me.

Swordsmen (2011) 武俠 Wu xia

Assista Wu Xia / Swordsmen legendado online:



14 comentários:

  1. alguns filmes chineses se tornam ótimos, outros as vezes vejo exagero, mas pode ser culpa do Jet Li

    valeu comentar aqui e gostei das cores usadas no seu blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um filme do Jet Li que goste bastante foi o Mestre das Armas. Este filme também valeria uma postagem ^-^

      Obrigada, Heitor!

      Apareça :)

      Excluir
    2. Eu também assisti ao O Mestre das Armas e adorei.

      Excluir
  2. Olá, Letícia! Parabéns pelo blog! Gostei do visual, gostei da sua play list também... Ficou algo realmente agradável!

    Pra mim, é um honra ver um filme de Donnie Yen ser comentado por você, rs <3

    Uma coisa que você falou acima é verdade. Esses filmes de artes marciais não tem como seu forte, uma trama bem elaborada. Muitos tem um roteirozinho bem simples só pra dar um apoio as lutas, mesmo. Isso porque o grande forte desses filmes, são as cenas de dublês e a habilidade do artista marcial.

    Eu consigo ver muita beleza nesses filmes de luta. Acho impressionante o que as pessoas são capazes de fazer, quando treinam.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Chan!

      Eu gosto de artes marciais. Fiz karatê na adolescência, fui até a quarta faixa, tive que parar contra a minha vontade por problemas diversos - coisas do capitalismo rs.

      Desde que fiz karatê, nas vezes que via os filmes de luta, quase nada tinham da arte marcial real. A postura, os golpes e defesas, não seriam o ideal para uma luta de verdade. Nos filmes, muitas vezes, as lutas estão mais para "balé" do que realmente arte marcial.

      Nada contra balé e danças em geral. São artes muito importantes para o desenvolvimento da autonomia.

      Então, os filmes que vi, passam uma ficção da arte marcial. Assim ocorrem algumas deturpações da filosofia e de como e quando lutar.


      Reconheço que assisti muito pouco desse tipo de filme. Alem do mais, embora eu tenha praticado karatê, foi um curto período o que não me faz uma especialista. Para mim, foi um período marcante e bom.

      Também, os filmes de luta podem ter mudado. Podem haver obras que procuram ser fieis as técnicas reais das artes marciais.

      =]

      Excluir
    2. Puxa! Não me lembrava de que você havia feito Karatê, Letícia. Que legal! =)

      Sobre a arte marcial no cinema parecer mais uma dança...
      Já ouvi muitíssimo esse comentário.

      Eu não conheço as artes marciais assim de perto. Já cheguei a fazer um mês de Kung Fu, porém foi um período muito curto. Mas eu achei igual ao que eu via nos filmes de Jackie Chan dos anos 70. Mas eu me refiro às cenas de treinamento. As lutas são mesmo algo coreografado, treinado e ensaiado. Algo que lembram mesmo uma dança.
      Um combate real dificilmente terá tantas apresentações que vemos nos filmes e, eu acho (só acho) que na hora do "quebra-pau" os movimentos não têm beleza alguma. Mesmo assim, eu acho que muitos filmes do gênero, representam bem a verdadeira essência do Kung Fu, sua filosofia, seus ensinamentos...

      Kung Fu é uma arte. Pra mim, o uso dela como combate fica em segundo plano. Eu particularmente aprecio muito essa maneira teatral do Kung Fu ser representado. Gosto muito de ver os katis, as cenas de treinamento, os testes de resistência...
      E apesar de também não conhecer muito de filmes de Kung Fu, pelo pouco que vi, eu acho que o cinema representou bem o Kung Fu, no passado.
      Obviamente, não são todos os filmes. Mas procurando, se acha coisa boa nesse aspecto.

      Eu gostei do seu comentário, letícia! ^^

      Excluir
  3. Gostaria de saber sua nota para esse filme, de 0 a 10. =)

    ResponderExcluir
  4. Eu daria nota 8,0!


    Adorei sua participação no Blog, Chan ^-^

    Fique a vontade de aparecer quando quiser.

    :*

    :)

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Você é bem-vindo!

      Apareça sempre que quiser.

      =*

      Excluir
  6. Interessante,
    Vou procurar este filme.
    Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quiser, pode assistir online no youtube.

      Beijo

      Excluir