terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

SUS - Miastenia Gravis - Mudar de País

Desabafo


Aqui na cidade que resido, a saúde pública está desorganizada.

Eu preciso fazer tratamento de miastenia gravis MG, mas devido a minha médica não ter suas solicitações de exames atendidas por causa da burocracia da Prefeitura, minha neurologista me encaminhou para tratar no hospital de outra cidade...

Miastenia poderia ser controlada sem problemas aqui aonde moro. O tratamento não necessita de grandes aparatos e sofisticadas intervenções. Basta medicação e, em alguns casos, cirurgia de retirada da timo. Além disso, minha neurologista já trabalhou com miastênicos durante 3 anos no Hospital de São José dos Campos, interior de São Paulo. Sem dúvida, ela está apta para tratar miastênicos.
miastenia gravis
Estou tendo dificuldades, há quase 1 ano, de avançar no tratamento. Não pude fazer o exame de anticorpos específico que auxilia no controle da MG.

Há quase 6 meses, aguardava uma vaga no hospital da outra cidade. Recentemente, marcou-se a consulta. Agora estou tendo mais problemas para agendar o carro (com motorista) do município destinado ao transporte de pacientes para outras cidades...

Os funcionários da secretaria de saúde me orientaram a fazer o agendamento do carro o mais breve possível.

No mesmo dia que peguei a guia para a consulta, fui no local destinado aos agendamentos de viagem. Lá disseram-me que só abriria a agenda no outro dia e que poderia fazer o agendamento pelo telefone.

Logo que pude, liguei para agendar. Disseram que teria que ir até lá (novamente). Mas não posso ficar me deslocando. Não tenho essa liberdade por causa da miastenia. Andar dois quarteirões, frequentemente, é uma grande façanha. Ir de ônibus, seja qual for o local, quase nunca tenho conseguido fazer isso. Inclusive, tenho tido altos gastos com táxi.
usando bengala
Atriz Courteney Cox. Assim como ela, eu também uso bengala
Não dirijo nem pretendo ter automóvel com seus altos custos e manutenções previsíveis. Não preciso de uma máquina poluidora e geradora de dívidas financeiras. Eu preciso ter meus direitos de cidadã respeitados.

Atualmente, não é a miastenia gravis o meu grande problema. Meu grande problema é o Governo Brasileiro corrupto que fornece serviços públicos deficientes. Estimulando, a quem puder, pagar por serviços particulares - e provavelmente, os pagantes continuarão com seus problemas só que mais pobres. 

Pelo fato de ter necessidades especiais (MG), estou ficando mais pobre. E nervosa.

É revoltante o capitalismo.

É revoltante este governo, sem protagonismo nenhum no mundo, que faz questão de copiar serviços de outros países capitalistas, principalmente, dos Estados Unidos. Serviços que criam problemas para os usuários.

Diante disto, tenho tido vontade de viver em outro país. Mas para mim não basta mudar. Quero mudar de sistema.

Estou farta do capitalismo se sustentar na geração de problemas e calamidades diversas. Não aguento mais retrocesso.

Estou saturada de burocracia cretina e mortífera para manter um sistema gerador de danos e que só se preocupa com o aumento de lucro particular da elite, desprezando o bem coletivo.

Saturada deste sistema de sociedade aonde uma classe privilegiada vive as custas da exploração de outras pessoas.

Saturada da realidade de "privilégios". Quero direitos iguais a todos.

Sente-se triste e deprimido? Está sofrendo de capitalismo
























Destaco: não é justo ficar pobre por minhas necessidades especiais. Não é justo empobrecer para restabelecer minha saúde.

Cuidar da saúde é um direito de todos mesmo no Estado Brasileiro. Cuidar da saúde não pode ser tratado igual a mais um produto capitalista para se vender ou alugar.

Não quero gastar com saúde particular se já contribuo para o Estado. Não quero pagar transporte particular se já contribuo com o Estado. Não quero comprar moradia se já contribuo para o Estado. Não quero gastar com advogado particular para processar o Estado.

Quantas vezes teremos que pagar pelos nossos direitos em um Estado capitalista? Assim prospera este sistema, vendendo, alugando direitos.

O capitalismo merece perecer.
capitalismo
capitalismo
mudança climática
capitalismo
capitalismo
anticapitalismo
o mundo e as mulheres não são mercadorias
manifestante em roma
Manifestante na cidade de Roma - Itália
Entretanto, tenho bom senso. Embora seja um sistema autodestrutivo, o capitalismo não decairá tão cedo.

Estando prestes a consultar um defensor público para abrir um processo, solicitando que minhas necessidades especiais sejam atendidas (transporte especial e, de preferência, tratamento na cidade que resido), em concordância com a legislação sobre Miastenia Gravis e Saúde; mesmo entrando na justiça, já espero uma lentidão problemática do processo e até mesmo que minhas necessidades não sejam atendidas.

Por isso, penso em mudar de país.

Penso em mudar de sistema de sociedade: um país socialista.

Penso em Cuba e/ou China. Poderia ficar um tempo em um, depois um tempo em outro.

Cuba, nação socialista reconhecida pelo eficiente sistema de saúde e educação. Não há educação nem saúde privadas em Cuba. Sem os serviços privados não se cria classe de privilegiados. Isso aumentam as chances de atendimento público de qualidade para todos. Apresenta índice educacional equiparável aos da Dinamarca e Finlândia.

China, nação socialista. Cultura milenar. É atualmente reconhecida como a segunda maior potência econômica no mundo, atrás somente dos Estados Unidos. Está previsto que, em breve, será a maior potência do século XXI.

Busco avanço. Progresso. Algum avanço que seja.

Países socialistas


Nenhum comentário:

Postar um comentário