segunda-feira, 20 de junho de 2016

Miastenia Gravis e Alimentação Viva

MEU ANTES E DEPOIS

Eu iniciei o crudivorismo a partir do meu primeiro jejum longo (único até o momento) - foram 7 dias. Isso foi em Setembro de 2015. Nove meses atrás

Antes, estava com 80kg, com o sintomas da miastenia intensos. Muita dificuldade para me movimentar, mesmo em coisas básicas como levantar da cama, de cadeiras, trocar de roupa, tomar banho.

Não conseguia usar o transporte público. Os ônibus têm degraus na entrada e saída. Tinha muita dificuldade com degraus e no andar em si.

Meu ciclo menstural era extremamente desregulado, ocorria uma vez em um período de meses e, quando vinha, a fraqueza muscular se tornava muito intensa.

Depois de adotar o jejum a base de água e o crudivorismo, o ciclo se regulou logo no primeiro jejum - de 42 horas, a minha primeira experiência.

Desde, então, a menstruação tem vindo todo mês, pontual. Nesse período, em específico, não tenho mais os sintomas intensificados da miastenia, pelo contrário, é o período com mais tenho disposição física - fico muito bem para andar, falar, a visão, etc.

Desde maio, tenho conseguido usar o transporte público. Isso me trouxe uma grande liberdade que há muito não experimentava.

miastenia gravis crudivorismo


Minha grande barreira era o transporte por causa da miastenia. Isso me limitava muito. Deixei de frequentar uma graduação. Agora, entro no ônibus e saio numa boa. Tudo bem que ainda uso bengala, mas consigo fazer caminhadas bem longas que antes não.

Com a liberdade que sinto agora, tenho me inscrito em muitos cursos desde maio. Estou em aulas de canto coral. Fiz oficina de Libras. Fiz curso de educação financeira. Estou inscrita em uns 3 cursos, também de curta duração, como esses outros, para o próximo semestre. Em outras palavras, estou vivendo!

Voltei a estabelecer contato com um partido político, antes não podia participar das reuniões, porque o transporte era complicado - agora, provavelmente, se eu quiser posso até me filiar. (Eu gosto muito de política, principalmente, de participar como exercício de cidadania).

Perdi o excesso de peso. Meu índice de massa corpórea (IMC) está na faixa do normal. Desde fevereiro, o meu peso tem sido 56kg ou 57kg - minha altura é 1,68m.

Foram grandes ganhos que melhoraram o meu bem estar no dia-a-dia.

Abaixo, estão as minhas imagens de antes e depois. As imagens de antes são do primeiro semestre de 2015. As imagens de "depois" são recentes, primeiro semestre de 2016.

A qualidade das imagens não é boa. Em geral, não gosto de tirar foto. Não tiro fotos muito boas também. O importante é que é possível notar a diferença.

http://www.brekgo.com/forum/uploads/monthly_2016_06/2016-06-17-013132_1024x768_scrot.thumb.png.63e17decf584bcc76fd9281c35c7fbaf.png

http://www.brekgo.com/forum/uploads/monthly_2016_06/2016-06-17-014520_1024x768_scrot.thumb.png.169deaa78084ac393dee10c43213f00f.png

Não tenho nenhuma pretensão de abandonar o crudivorismo, porque, nas poucas vezes que fiz isso, eu passei mal literalmente - senti dores, aumentos dos sintomas da miastenia gravis e outros tipos de mal estar.
A comida crudívora vegana é a mais saborosa e com maior saciedade.


Fiz esse vídeo no domingo, 19/06/2016, no banheiro do supermercado Extra.


Estou me curtindo muito na minha atual fase.





Desde que entrei no crudivorismo, entendo cada vez mais o pensamento que diz "a beleza vem de dentro...". Sem dúvida. Principalmente, se nutrir as suas células rs

você é aquilo que come
Você é aquilo que come

Não consumo mais sal, açúcar, farinha e óleos refinados nesses nove meses!
Comendo vegetais e cogumelos crus.

:)





Nenhum comentário:

Postar um comentário