segunda-feira, 4 de julho de 2016

JBS-Friboi e a Lava Jato - Corrupção

Joesley Batista, dono da JBS-Friboi, tem casa revistada por policiais da Operação Lava Jato

Polícia Federal investiga pagamento de propina para Eduardo Cunha.




Por Fabio Chaves

A casa de um dos homens mais ricos e influentes do país foi alvo de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (1).
Joesley Batista, dono da JBS-Friboi, foi citado em delação premiada feita pelo ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Fábio Cleto. Cleto afirmou que o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, recebeu R$ 9,4 milhões como propina para facilitar envio de recursos públicos para a JBS-Friboi.

Com autorização do STF (Supremo Tribunal Federal), a Polícia Federal fez buscas na residência de Joesley Batista, nos Jardins, bairro nobre de São Paulo, e também na empresa Eldorado, braço da JBS no ramo de celulose. A sede da Eldorado fica no mesmo prédio da sede da Friboi, na capital paulista.

A notícia da Operação Sépsis, que é um desdobramento da Operação Lava Jato que investiga Joesley e outros suspeitos, é capa nesta sexta-feira (1) dos principais jornais do país.

O nome da operação realizada pela Polícia Federal, Sépsis, refere-se à presença de micro-organismos patogênicos que causam putrefação em um organismo ou sistema. Nome perfeitamente apropriado para investigar alguém que ficou bilionário explorando cadáveres de animais.
Abaixo, reprodução da capa de alguns dos principais portais de notícias do país.

jbs-friboi corrupção lava jato








Nenhum comentário:

Postar um comentário